Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
ramonitapalfreyman

Colunistas Do Estado Dão Voz A Vítimas De Crueldade

Tem de Vizinho Chato é Desvantagem Maior De Viver Em Condomínio - Morar , Até Livros


Se formos reflexionar em consumo estrito e tendências, talvez seja mais prático obter o próximo título de cabeceira on-line e recebê-lo em moradia. Convenhamos, entretanto, que é enriquecedor (para não discursar obrigatório) visitar uma livraria, em cada tempo e idade. Num tour despretensioso por uma megastore, é possível degustar as obras de afeição e entender novos autores, ouvir música, papear com escritores, olhar a peças teatrais, testar eletrônicos hi-tech e, de quebra, achar os amigos no café.


Encerrado o passeio, levar meia dúzia de produtos pra casa terá sido consequência. 10 milhões ao ano, de acordo com pesquisa da consultoria GfK Brasil para a Agregação Nacional de Livrarias (ANL). Estimulado é que, nos EUA, este movimento é inverso. “Creio que estes espaços tornaram-se pontos de fuga dentro dos shopping centers, e ao mesmo tempo, de descoberta e de encontro pra muita gente.


Costumo percorrer todas as seções, sentar-me numa poltrona e ler à vontade o que quiser. Como Anunciar Vaga De Maneira Produtivo? e netas vêm comigo, algumas vezes. E como conta. “Um recinto onde não tenha como me acomodar não me atrai”, pondera o DJ, designer e produtor cultural Arthur Amaral. Como Atingir Mais Seguidores (followers) No Twitter! de novos sons e apaixonado por vinis, ele é um dos diversos compradores que se abstêm do bate perna consumista em benefício do tempo livre pra cultuar a arte. “Passo longo tempo nas sessões de discos e de livros de arte e design da Livraria Cultura. Curto ver, ouvir, ler, sacar as novidades. Outras coisas legais são os pocket shows, as exposições e as palestras que as livrarias, de forma geral, têm acolhido.


Há abertura para os artistas locais. Os eventos da Fnac e do Espaço Carlos Gomes, na Saraiva do Iguatemi, são muito bons”, cita. Se o entusiasmo à visita precisar da ânsia por novidades tecnológicas como gadgets, TVs, objetos fotográficos e telefônicos, notebooks, consoles e games, a Fnac do Parque D. Pedro Shopping costuma ser apontada pelos freguêses como primeira opção.


Os “applemaníacos”, aliás, adoram Postagens Para Obter Várias Curtidas No Facebook! . Há sempre uma leva de geeks atrás de acessórios e dicas. “O ótimo é que você pode ver os produtos, manuseá-los. Testo tudo, especialmente materiais de som, e aproveito para olhar algumas coisas sem pressa, visto que adoro que os consultores me expliquem alguns detalhes”, observa o cooperar administrativo Gustavo Cavalheiro. Há consenso entre os frequentadores de que a intensa programação cultural das megalivrarias é fator de atração e retenção.



  • [Clouds] Google Drive, Dropbox, Crashplan, BackBlaze, Carbonite


  • Crie promoções exclusivas

  • Negócios altamente lucrativos na internet

  • 13/06/2018 06h29 Atualizado 13/06/2018 11h21



“Já pela inauguração da unidade Galleria Shopping da Livraria da Vila, que agregou uma série de eventos, percebemos essa carência e notamos que seria essencial preservar uma agenda constante de atividades, mas sem perder nosso foco, que é a literatura. A proximidade do público com escritores e artistas propicia uma experiência diversa, que vai muito além da compra. A ideia é que o freguês se sinta à vontade para percorrer o mix de produtos, tomar um café e participar da programação. Se não quiser fazer nada, tudo bem também”, reitera o coordenador de marketing da livraria, Rafael Seibel.


O auditório da loja, para oitenta pessoas, agora acolheu edições especiais do Café Filosófico CPFL, bate-papos, apresentações de stand up comedy e temporadas teatrais de curta duração. E, tal acontece nas livrarias “concorrentes”, há um espaço lúdico dedicado ao público infanto-juvenil. “As criancinhas ganharam muito e, de quebra, os pais bem como. Há contação de histórias e poesia e elas sabem direitinho o que querem. Penoso para os adultos é resistir às tentações.


Eu mesma vim buscar um livro e terminei me interessando por incontáveis outros”, confessa a psicóloga Mônica Seba. “Meus filhos também agora fizeram das grandes livrarias daqui paradas obrigatórias, o que acho bastante saudável. A variedade de obras infanto-juvenis aumentou bastante”, diz o psicólogo Felipe Macedo, da cidade mineira Santa Rita do Sapucaí.


Tags: clique neste site
(PRO)
No Soup for you

Don't be the product, buy the product!

close
YES, I want to SOUP ●UP for ...